Gallery — abnTeX

Gallery Items tagged abnTeX

Show all Gallery Items

TCC UFVJM ABNTEX2
TCC UFVJM ABNTEX2
abtex2-tcc-ufvjm.tex, abntex2-tcc-ufvjm.sty v-0.0.1 unixelias, Copyright 2012-2016 by abnTeX2 group at http://www.abntex.net.br/ Revisão para adequação ao MANUAL DE NORMALIZAÇÃO: MONOGRAFIAS, DISSERTAÇÕES E TESES Aprovado pela Resolução Nº 06 - CONSEPE, de 09 de julho de 2015. Esse trabalho considera as normas dispostas no Manual de Normatização: Monografias, Dissertações e Teses 2a. ed., distribuído pelo Sistema de Bibliotecas – Sisbi da UFVJM. Link: http://acervo.ufvjm.edu.br/jspui/handle/1/936
Elias Alves
PPGCA FFCLRP/USP Dissertation/Thesis Template
PPGCA FFCLRP/USP Dissertation/Thesis Template
Dissertation and Thesis template based on ABNTeX package for Graduate Program in Applied Computing of Department of Computing and Mathematics, FFCLRP, University of São Paulo.
Adriano J. Holanda
Dissertação de Pós Graduação em Engenharia Elétrica no Mackenzie
Dissertação de Pós Graduação em Engenharia Elétrica no Mackenzie
Modelo seguindo as normas ABNT para Dissertação e Tese em Engenharia Elétrica na Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Pollyana Notargiacomo
Trabalho de Sistemas Distribuídos
Trabalho de Sistemas Distribuídos
Este trabalho tem a missão de explicar alguns temas de sistemas distribuídos, estes sistemas são fundamentais para a comunicação, integração e processamento de dados via internet ou rede local. Ao longo do trabalho abordaremos os principais tópicos tais como: WebServices, Padrões de Sockets entre outros.
Cassio Ferraz
Modelo_tcc_UESC
Modelo_tcc_UESC
Este modelo é muito completo e deve ser usado como base para nossos trabalhos de TCC.
Jauberth Abijaude
Estudo Comparativo entre Ferramentas de Geração de Aplicativos para Dispositivos Móveis
Estudo Comparativo entre Ferramentas de Geração de Aplicativos para Dispositivos Móveis
Com a onipresença da internet na vida das pessoas e do mercado, vem aumentando e se tornando exigência web sites para empresas de todos os ramos e tamanhos. Em razão disso, diariamente empresas gastam valiosos recursos no desenvolvimento de web sites para seus produtos e negócios. Com a popularização dos smartphones , vem surgindo uma nova necessidade, a de desenvolvimento de aplicações mobile para suprir essa demanda de uma maior presença nas diferentes mídias. O barateamento das ferramentas para criação automática de web sites e aplicações mobile facilita a inserção na internet dessas empresas, entretanto o resultado acaba sendo de mal qualidade. A motivação deste trabalho é apresentar 3 (três) ferramentas distintas de criação e geração de aplicações móveis: AppGenerator, WebFlow e AppMachine. O objetivo é demonstrar como as ferramentas se diferenciam comparando 3 (três) métricas: a velocidade no desenvolvimento, qualidade e tamanho do código gerado e o número de linhas resultantes. Juntamente com as métricas que serão comparadas ao final dos testes será feito um questionário com os usuários afim de validar a experiência utilizando cada uma das ferramentas para comparar com os resultados anteriores. Os resultados mostram que a verticalização na criação do web site e aplicação mobile que a ferramenta AppGenerator utiliza, tem no final um resultado mais conciso, de melhor qualidade e de maior velocidade no desenvolvimento da aplicação final, com uma média de 3 (três) vezes em relação as outras ferramentas utilizadas para comparar, e um código com um número de linhas menor em 3,6 vezes quando comparado.
Henrique Carvalho Parreira
Controle de Acesso Baseado em Gestão de Riscos
Controle de Acesso Baseado em Gestão de Riscos
Em um cenário onde a execução dos processos são altamente dependentes de recursos de Tecnologia da Informação (TI), a forma de entrega dos acessos é elemento vital para garantia da proteção e confiabilidade das informações que viabilizam a execução das tarefas desses processos. Neste contexto, o sistema ERP de uma organização é item de configuração chave, demandando de sólido gerenciamento do controle de acesso, manipulação e armazenamento das informações. Este artigo aborda, no contexto de uma organização brasileira de capital aberto, o método de controle de acesso aplicado em conjunto com o processo de gestão de riscos, que juntos proporcionam uma visão singular sobre riscos diversos que podem ser até mesmo de fraudes financeiras. O acumulo de permissões, ou ainda, a concessão de acessos sem prévia análise dos riscos de segregação de função (SoD - Segregation of Duties) podem trazer consequências graves à organização. Neste intento, buscou-se uma contextualização de acordo com a legislação vigente, processos necessários, tomando como exemplo um sub processo da área financeira de uma organização fictícia que utiliza o sistema SAP.
Felipe Pereira da Silva
Relatório Técnico - Instituto Modal
Relatório Técnico - Instituto Modal
Criado a partir da classe abntex2, desenvolvida pelo Centro de Pesquisa em Arquitetura da Informação (CPAI)
Bruno Souza
Plano Individual de Pesquisa - Instituto Modal
Plano Individual de Pesquisa - Instituto Modal
PLANO DE PESQUISA INDIVIDUAL Criado a partir da classe abntex2, desenvolvida pelo Centro de Pesquisa em Arquitetura da Informação (CPAI)
Bruno Souza

Related Tags

PortugueseInternational LanguagesUniversityPortuguese (Brazilian)Project / Lab ReportAcademic JournalThesisUniversidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)Universidade de São PauloUniversidade Federal de Ouro PretoUniversidade Federal de Santa CatarinaUniversidade Federal de GoiásUniversidade de FortalezaUniversidade do Vale do Rio dos SinosUniversidade de Brasília (UnB)Universidade Federal do Rio de JaneiroUniversidade Federal do Piauí (UFPI)Faculdade do Piauí (FAPI)Universidade Federal de Uberlândia (UFU)Escola Politécnica da USPUniversidade Federal de Itajubá (Unifei)Universidade Federal do Pará (UFPA)Universidade Estadual de Santa CruzInstituto Tecnológico ValeInstituto ModalInstituto Federal de São PauloUniversidade Federal de Pernambuco (UFPE)Universidade Federal do ABCUniversidade Federal do Paraná